terça-feira , setembro 19 2017
Início / Vital / Timo: A chave da imunidade e da energia vital

Timo: A chave da imunidade e da energia vital

A glândula Timo 

No corpo humano a glândula timo está no meio do peito. Através dela como “câmara secreta” no mundo real, que o ser humano vibra o seu Cristo Pessoal

Esta glândula que continua sendo uma ilustre desconhecida, seu nome em grego thýmos significa energia vital. Ela aumenta quando a pessoa está contente, está feliz e ela encolhe pela metade quando a pessoa está estressada, infeliz e doente.

Thymus_spleen

Essa característica iludiu por muito tempo o meio medico-cientifico, que só conhecia está glândula já bastante encolhida através de autópsias.

Supunha-se que ela atrofiava com a idade, já parando de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas médicos americanos bombardeavam esta glândula em pessoas adultas e perfeitamente saudáveis com imensas doses de raios X, achando que se ela não tivesse encolhida estaria em tamanho anormal, podendo causá-las problemas.

Mais tarde a ciência demonstrou que mesmo esta glândula já encolhida após a adolescência, ela continuava totalmente ativa como um dos pilares do sistema imunológico do organismo humano. E que junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal ela estava diretamente ligada aos sentidos, à consciência e à linguagem (como acontece em uma central telefônica de onde passam todas as ligações), fazendo na pessoa as suas conexões para fora e para dentro.

A ciência também percebeu, se a pessoa é contaminada por micróbios ou por toxinas, esta glândula reage imediatamente produzindo células de defesa. Ela é também sensível às imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras e pensamentos.

Os sentimentos de amor e de ódio afetam profundamente a glândula timo, quando em função deles idéias negativas e atitudes são geradas com mais poder sobre ela do que vírus ou bactérias. As idéias como não existem em forma concreta, esta glândula em sua tentativa de reagir, enfraquece-se, abrindo brechas para sintomas que identificam baixa imunidade, como acontece em muitos casos com o aparecimento de herpes.

Em compensação, idéias positivas e construtivas conseguem desta glândula um estado de intensa positividade e de modo geral elas ajudam despertar na pessoa poderes, que lembram a citação: “a fé remove montanhas”.

Existe um teste simples para demonstrar a conexão do timo com a emissão do pensamento. A pessoa deve fechar o seu dedo polegar e indicador na posição de “O.K”, apertando-os com força e neste ínterim realmente pensar “estou feliz“, ao mesmo tempo em que peça alguém para abri-los.  Com certeza ele não conseguirá ou terá muita dificuldade de afastá-los, mas que serão facilmente afastados se ela ao contrário pensar, “estou infeliz”.

Na primeira experiência a maioria das pessoas conserva a força em seus dedos com a idéia associada à felicidade e a enfraquece com pensamentos associados às situações indesejáveis.

Esse mesmo teste serve para lidar com situações bem mais complexas. Por exemplo, quando o médico precisa de um diagnóstico diferencial, com o paciente que tem sintomas no fígado que tanto podem significar abscessos causados por amebas quanto por câncer.

Estas duas distintas reações são consideradas respostas do timo e elas têm sido demonstradas em congressos científicos ao redor do mundo. Na Universidade de São Paulo (USP) já é ensinado este método para médicos acupunturistas.
Como o timo fica encostado ao coração, ele acaba sendo associado a todo tipo de sentimento – às emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar e ao “estado de espírito”.

É comum escutar: “fiquei com o coração apertado”. Este exemplo revela o procedimento real do timo que fica diminuído em determinadas situações, mas que pelo habito de se expressar (por reflexo) este procedimento, acabou sendo associado ao coração (órgão).

O vórtice (chacra) cardíaco que é a fonte energética de união e da compaixão, ele que de fato tem mais a ver com o timo do que com o coração. No vórtice cardíaco é que se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano, segundo os ensinamentos budistas.

Pode-se exercitar o timo, para que através dele ajude aumentar a produção de bem estar e de felicidade. Exercícios que podem ser feitos tanto pela manhã ao levantar, quanto à noite antes de dormir.

Nestas ocasiões a pessoa deve ficar de pé e com os seus joelhos levemente dobrados. A distância entre os seus pés deve ser a mesma dos ombros. Ela deve pôr o peso de seu corpo sobre os dedos dos seus pés e não sobre o seu calcanhar, mantendo toda a sua musculatura bem relaxada.

Ela deve também fechar qualquer uma de suas mãos, para que com ela dê pequenas e contínuas pancadas com os nós de seus dedos no centro do peito, marcando o ritmo com uma pequena pancada forte e duas fracas. Deve continuar assim entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a sua região torácica. Com isto ela estará atraindo sangue e energia para o seu timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também seus pulmões, coração, brônquios e garganta. Estará enchendo o seu peito de algo que sempre foi seu e que só estava esperando um seu olhar de reconhecimento, para se transformar energeticamente em coragem, calma e “nutrição” emocional,

Exercícios específicos para estimular a glândula Timo

Primeiro exercício:  

Exercício 1

Fazer pequenas batidas com a polpa dos dedos no esterno (localizado aproximadamente a dois dedos abaixo da clavícula). Fazê-las ao redor desta região, explorando e sentindo estas vibrações. Sinta o aquecimento produzido nesta região.

 

Segundo exercício abraçando o ombro:

Exercício 2

Em pé, tronco ereto, com o braço direito “abrace” o ombro esquerdo. Coloque a mão um pouco abaixo do ombro esquerdo e vai direcionando os dedos em direção à escápula esquerda o máximo que puder. Faça o mesmo com o braço esquerdo.Sinta a presença do Timo.

 

 

Terceiro exercício para a contração e expansão desta glândula:

Exercício 3

De pé com os braços soltos ao longo do corpo, volte as palmas das mãos para fora e girando os braços, una o dorso das mãos em frente ao abdômen e expire todo o ar dos pulmões.  A seguir, desfaça esta posição e abrindo os braços leve-os para trás, abrindo o peito e inspirando. Abra os braços até que as palmas das mãos se encontrem atrás (nas costas) e se unam na altura do osso sacro. Faça algumas vezes este movimento.

 

 

 

 

Quarto exercício com as mãos na nuca e cotovelos abertos: 

Exercício 4

Erga os braços e coloque as mãos entrelaçadas sobre a nuca com os cotovelos abertos. Abra o peito inspirando e levando os cotovelos para trás, sem tirar as mãos da nuca. Sinta a expansão produzida por este movimento simples, permitindo perceber a sensação de espaço, liberdade e desobstrução. Ao expirar, junte os cotovelos à frente suavemente e procedendo algumas vezes assim, coloque sua atenção no timo.

Quando perceber que alguém próximo a você se encontra acabrunhado, comprimido por problemas, aconselhe este movimento.

Exercício final com os movimentos “garras de urso” e movimento de gangorra:

Exercício final

Enganche suas mãos “como garras de urso” posicionando as mãos em frente do peito. Abra bem os braços deixando-os paralelos ao peito. Depois inicie um movimento com os cotovelos, levando um para cima e outro para baixo. Eleve primeiro o cotovelo direito e desça o esquerdo e a seguir em um movimento que lembra uma gangorra, suba o cotovelo esquerdo e desça o direito. Faça este exercício com os músculos das costas relaxados, sem aplicar força. Não permita nenhuma tensão muscular. Estimule o timo o máximo que puder. Esta glândula ajuda produzir alegria e dependemos dela para equilibrar o sistema imunológico.

Fonte: Cura e Ascensão

sobre Michelle Rusche

Michelle Rusche é uma buscadora nata. Através da sua jornada interior vem desenvolvendo o seu propósito em ajudar as pessoas a trilhar o caminho da espiritualidade e do autoconhecimento. Jornalista, educadora ambiental, instrutora de yoga, realizadora do Portal Cosmos, entre outros.

Além disso, verifique

IMAGE DISTRIBUTED FOR SEVENTH GENERATION - Deepak Chopra speaks at the Seventh Generation panel discussion on toxins found in common household products at ABC Carpet & Home on Wednesday, September 19, 2012 in New York City. (Amy Sussman /AP Images for Seventh Generation)

Dez Maneiras de Estimular Sua Vida Espiritual

Intenção é o ponto de partida de qualquer caminho espiritual. Intenção inclui vontade e propósito, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *